O verdadeiro culpado da crise do país é o Felipão

Esta noite fiquei pensando sobre o panelaços, impeachments, a confusão política do país, essa coisa toda. Mal consegui dormir pensando em como achar culpados pelo atual momento de nosso país.

Depois de muito refletir cheguei a uma conclusão bombástica: o grande culpado desta crise política é o senhor LUÍS FELIPE SCOLARI.

Minha teoria é muito simples: O Brasil não sabe viver, desde seu embrião português, sem um Dom Sebastião (uma pitadinha histórica: Dom Sebastião era um rei fodão de Portugal que um dia decidiu atacar o Marrocos e foi pessoalmente na batalha. Nunca mais voltou. Há quem diga que o povo de lá espera o retorno dele até hoje, como o grande salvador da pátria que irá livrar seu povo de todo o mal.) e o nosso bastião (sem trocadilhos com dom Sebastião) em 2014 era ninguém menos que o Felipão. Outrora conquistador das Américas e do mundo, seria o responsável pela maior catarse coletiva ao vencer a Copa do Mundo em casa pelo país do Futebol.

Após vexame na Copa 2014, Felipão é demitido da seleção - Copa ...

Estava tudo pronto. O futebol venceria e a política seria momentaneamente esquecida. Tempo o suficiente para que a crise econômica passasse enquanto seríamos distraídos bordando a sexta estrela no peito.

Em 2002, o Brasil vivia momento semelhante, economia instável, a roda política mudando e a desconfiança de que o (novo) governo seria capaz de trazer o Brasil para o novo milênio. Enquanto a desconfiança pairava, nossa seleção ganhava a Copa, dando tempo o suficiente para que tudo se ajeitasse e entrasse nos conformes. Sempre foi assim, a prioridade do nosso país era a pátria de chuteiras e posteriormente os impostos.

Confiamos nos comandados de Felipão e tínhamos plena confiança que figuras messiânicas de David Luiz e Neymar seriam nossos libertadores. Seriam essas emblemáticas criaturas que dariam ao povo a alegria tão sonhada há alguns anos.

No entanto, o povo acordou da ilusão da maneira mais trágica possível. Perder é parte do jogo, aceitaríamos dolorosamente, desde que o espírito de “sou Brasileiro e não desisto nunca” mostrasse que caímos de pé. Eis que os 7 a 1 ligaram o sinal de alerta e desespero de nosso povo: “se a coisa em que somos os melhores do mundo ruiu de maneira tão pavorosa, imagina o restante do país?”

Luiz Felipe Scolari revela choro após 7 a 1 e fecha as portas aos ...

E aí, amigos, aconteceu uma reação em cadeia. Nosso pilar moral desmoronou, fomos humilhados publicamente diante de todo o planeta e fomos pegos desprevenidos. O que era para ser uma alívio temporário em nossa moral, virou mais um agravante na iminente crise que o país entrou. Daí para virar questão política foi um pulo.

E o resto é história…

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.