Listas

13 animais da Disney e sua versão real na natureza

Como assim nem todos são 100% fofinhos?

Quem é doido por filmes da Disney vira e mexe acompanha animais fofinhos, engraçadinhos e supercoloridos cantando e divertindo muita gente por gerações a fio.

Que os artistas da Disney são ótimos, nem é preciso mencionar mas também é preciso ser bastante criativo para poder transformar bichinhos nem sempre tão fofos assim em animais importantes para as animações. O resultado algumas vezes fica um pouquinho diferente do que é na vida real. Por exemplo:

O Calau que inspirou Zazu de “O Rei Leão”.

Eu pessoalmente achava que o Zazu era um tucano ou algo do tipo, embora seja mencionado na letra de “Eu quero mais é ser Rei” (na parte em que Simba canta que “Reis não tem que ter Calau nenhum para aconselhar”), nunca tinha entendido bem o que era isso e o que poderia ser um Calau. Segundo os criadores do Zazu, a ideia é que fosse uma outra espécie de pássaro menorzinho, mas ao verem um Calau, acharam seu bico bem “engraçado e cheio de personalidade” e por isso o escolheram.

Flik, a formiga de “Vida de Inseto” é muito mais fofinha no desenho.

Formigas são animais extremamente importantes para o ecossistema e muito de seu modo de viver são invejáveis para nós humanos, como a força, organização, determinação, e por aí vai. Mas precisamos admitir que não são tão bonitinhas quanto foram retratadas. Vale lembrar de “Querida Encolhi As Crianças” e daquele formigão assustador que no fundo tinha um bom coração.

O Sabidão de “A Pequena Sereia” é uma gaivota muito menos pomposa do que na natureza.

O Sabidão parece ser bem menos espertinho do que de fato é um gaivota, que além de uma ótima predadora, ainda é um animal com muita personalidade.

Será que o Pinóquio ficaria feliz em ver um grilo de verdade falando com ele?

Se um bicho feio desses chegar perto de você e começar a lhe dar conselhos, é prudente procurar um especialista. Tem algo errado com você.

O guaxinim Meeko de “Pocahontas” é tão fofinho quanto sua versão real, mas não se engane com esse bichinho meigo.

Apesar dessa carinha dócil, Guaxinins podem ser bastante agressivos, especialmente se sentirem que você está ameaçando seu lar. Contenha sempre sua vontade de fazer carinho em um quando o vir.

Pode apostar que as hienas de “O Rei Leão” são muito mais engraçadas do que as da natureza.

As hienas até riem sim, ou algo parecido com isso. Mas não é por achar nada engraçado. Muito provavelmente é para poderem se reconhecer no seu bando, já que são animais que andam em grande quantidade e disputam bem pouco de comida que conseguem.

Se você simpatiza com o javali Pumba, provavelmente vai achar a versão real dele muito estranha.

O javali africano é bastante diferente dos javalis que de vez em quando vemos em filmes e documentários por aí. O lado bom de serem muito menos fofos do que o Pumba é que caso você encontre algum por aí não terá tanta vontade de fazer carinho nele, o que seria um perigo, já que eles tem presas bastante afiadas.

Em compensação, os suricates como o Timão são mais fofinhos que a versão malandra dele no desenho.

A bem da verdade é que o Timão nem é tão fofo assim no desenho, isso talvez se deva muito ao fato dele estar tentando sempre se dar bem e sobreviver a uma vida sem problemas. Apesar de viver sozinho, isso não é muito comum aos suricates da natureza, que vivem em grandes bandos (mas quem viu “Rei Leão 3” já sabia disso) dessas coisinhas fofinhas que só querem achar uma aranha para comer.

Sebastião é um siri muito mais simpático do que os que são vistos nas praias da vida real, não é verdade?

Não que os siris sejam horríveis, há até quem consiga ver beleza nesse rostinho. Só não vai achar muito bonito caso ele belisque seus dedos com suas garras, fora a dor, é bem difícil deles soltarem. Então muita atenção aos siris, hein?

Você tinha ideia de que os linguados são peixes muito mais esquisitos do que a versão fofinha do desenho?

Sem contar o fato de que um linguado médio é bem maior do que o de Atlântida. Um peixe linguado em geral mede entre 30cm e 50cm e podem chegar até aos 80kg, além disso, ele não é redondinho e nem mesmo amarelo, eles são uma espécie de peixe “achatada”.

Apesar de terem feito Nemo, de “Procurando Nemo” e “Procurando Dory” bem fiel ao que é um peixe-palhaço, sentimos muita falta dos olhinhos meigos na versão real.

Mas pensando bem, é possível que fosse bem assustador se o desenhassem tão fiel assim…

O esperto macaco Abu de “Aladdin” não nega que é um macaco-prego bem esperto como os da natureza.

Vem aí a versão live-action de “Aladdin” para nos confirmar quão bagunceiro o Abu seria se existisse.

Se você acha o rato Remy de “Rattatouille” fofo, por que gritaria ao ver um ratão desses em sua casa?


Este post é uma homenagem ao dublador Pedro de Saint Germain, que faleceu no último dia 24/04. Pedro dublou muitos personagens dos filmes da Disney nos anos 1990, em destaque para o Timão de “O Rei Leão”.

1 comentário

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: