Faz aproximadamente 42 dias que estou com “Cachorrinho fiadaputa” na cabeça

Se você, assim como eu, esteve ligadinho na internet nos últimos meses e tem um fraco por conteúdo exclusivo relacionado a bichinhos, deve ter visto o vídeo do “Cachorrinho Fiadapu”(ou “fiadaputa”, depende de quem fala).

“Ora, eu não vi nada disso não!!!”. Pois bem, aqui está. Assista e depois continuamos a conversa:

Trata-se de um fofíssimo doguinho com uma cara de arteiro, o que realmente muitos humanos que convivam com animais poderiam classificar como “fiadaputa”. Some isso ao fato de qualquer pessoa em sã consciência fazer vozes fininhas e sem noção quando fala ou brinca com um serzinho com tanta cara de bagunceiro como é este Lulu da Pomerânia que agora não importa mais como se chama, passou a ser o “Cachorrinho Fiadaputa”.

O responsável por isso foi o humorista/YouTuber/DJ/Bailarino/Modelo Matheus Canella, quando repentinamente criou em seus stories uma letra de música extremamente cativante.

Aqui Matheus e seu badalado reencontro com o “Cachorrinho”.

O sucesso foi tanto que fizeram até uma “abertura” para o anime do “Cachorrinho Fiadapu”

Eu certamente assistiria esse desenho.

Muita gente replicou o vídeo, repostou, postou de novo, deu play 800 vezes (sou uma dessas pessoas) e passou a ficar com a música na cabeça.

Esse dog aqui não aguenta mais a música. E dá pra entender bem ele.

Não demorou muito e surgiu a versão funk, que particularmente eu acho ótima.

Quando parecia ter esgotado as possibilidades, a música ganhou também uma versão arrocha:

Isso está indo longe demais.

O original é deste post aqui.

Fato é que de duas em duas horas, surge o “tchiriri, tcharará” na minha cabeça e consequentemente a letra inteira desta belíssima e simpática canção. Eu e você hoje antes de dormir:

Mas não para por aí, será que essa aqui vem para ser um novo sucesso??? A conferir.

Anúncios

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.