Quais foram os melhores memes de 2019?

2019 foi mais um ano em que bons memes surgiram e fizeram a diversão das pessoas. Mesmo que elas estivessem um pouco ocupadas.

Nas férias de 2018/2019, os jogadores do Cruzeiro adoraram a “Piscininha amor”.

Mal podiam imaginar que o “tchibum” viria.

Também descobrimos como é bom gastar apenas TRÊS REAIS em uma coisa.

Parece que faz uns 15 anos isso, mas o meme do menino riquinho foi no começo de 2019.

E ele teve seu auge quando Caio Ribeiro (o meme da vida real), se juntou ao Paulo Nunes e ao Ivan Moré no Globo Esporte para fazerem um cosplay.

Em várias cidades choveu e ‘repangalejou’.

E quem faltou na aula perdeu chuchu ao molho branco e iscas de frango.

Digno de comer TRÊS CONCHADA de galinha. Repito. TRÊS CONCHADA DE GALINHA.

De alguma maneira, nossas timelines foram invadidas por desenhos do antigo Egito.

O Chef Jacquin já é bastante querido pelas pessoas, mas aquele episódio do Pé de Fava foi muito além do que imaginávamos. Virou mania nacional.

Ressignificaram um emoji de um jeitinho bem… incomum.

A Betina tentando nos dizer seu segredo de riqueza era para ser motivador. Saiu pela culatra.

Paula Fernandes e Luan Santana lançaram uma versão para um sucesso de Lady Gaga que obviamente virou meme.

Pouquíssimas vezes vimos memes tão bons ao ponto de serem nomes de operações policiais. Esse conseguiu atingir esse feito.

Finalmente pudemos descobrir o que leva os homens a passarem tanto tempo em um bar.

Em 2019 um post de Geisy Arruda transformou a comunicação em geral ao trazer o “Elas que Lutem” para a sua merecida popularidade.

Luana Piovani que o diga.

Essa moça nos representou muito bem com suas expressões faciais.

Por onde fossemos, chamamos as pessoas de “amada?”

Ou quem sabe suas variações em várias línguas, como “Beloved???”

Um filtro do Snapchat fez o vilão Thanos ser um dançarino de primeira na internet de todo mundo esse ano.

Outro filtro que ficou popular em 2019, transformou todo mundo em bebê.

OLOKINHO, MEU!

Em contrapartida, também quisemos ver como seria nossa versão bem mais velha.

Este ano ficamos bem íntimos do Dr. Arthur Benozzati, mais conhecido como a “Masculynah”.

Sem esquecer do seu boy, não é Cleysson?

2019 foi o ano em que ficamos agraciados pela sensualidade de Ricardo Milos.

Neste ano as pessoas cismaram com o Michael Jackson e memetizaram algumas de suas expressões mais famosas.

Diretamente do WhatsApp, uma certa caneta azul impregnou em nossos ouvidos.

As pessoas ficaram muito saudosas esse ano.

Nos sensibilizamos com a humana do Cachorro Chico (e com a carinha de nem aí dele).

Também nos encantamos ao criar pegadinhas no Instagram com o filtro do Sasha, um cão que não existe.

Todo mundo se sentiu como esses animais que não puderam ir aos lugares por estarem sem a menor condição.

Você também passou SEMANAS com a música “Cachorrinho Fiadaputa” na cabeça por causa desse vídeo aqui.

A nível internacional, o meme do gatinho da salada foi um verdadeiro estouro.

A revolta do funcionário contra o ‘Seu Armando’ uniu as pessoas contra os chefes sem noção.

Provando que xingar em ‘carioquês’ é melhor do que xingar em qualquer língua.

Acompanhamos o drama dessa senhora que foi “engolida” por uma garagem.

Quase no apagar das luzes de 2019, fomos agraciados com o Baby Yoda.

O meme mais underground que apareceu em 2019 e começa a ser “cancelado” pelos seus criadores por ter se popularizado é este aqui:

Imagem
Anúncios

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.