9 lanches que são REALMENTE a cara de São Paulo

A cidade de São Paulo está na semana de comemoração de seu 466º aniversário de fundação e para celebrar a data, o McDonald’s anunciou que faria uma coisa especial…

Foi feito todo um mistério para saber do que se trataria o tal sanduíche especial. Virou um grande meme, com as pessoas tentando adivinhar se seria um lanche com purê ou algo do tipo. (Vale mencionar que muita gente pontuou que quase ninguém em São Paulo realmente chama cidade de ‘sampa’ ou chama lanche de sanduíche).

Descobriu-se então que seria um sanduíche feito de mortadela, homenageando os lendáááários lanches de mortadela do Mercado Municipal.

A verdade é que apesar de todo o burburinho, o pessoal não achou tão legal assim.

Por essas e outras, listamos aqui outras nove sugestões de lanches (sanduíches, se você for de fora de SP) que poderiam ter sido mais a cara da cidade do que esse.

01 – Lanche de pernil do Estadão.

Aberto 24hs, o Estadão – que fica na região central – é um herói da larica da madrugada de muita gente. Sua especialidade é o sanduíche de pernil com grossas fatias feitas na chapa, geralmente com queijo e cebola.

Estadão Lanches – Viaduto Nove de Julho, 193

02 – Um clássico cachorro-quente com muito purê.

O pessoal de outros lugares do Brasil pega no pé, mas a verdade é que o purê no cachorro quente para poder dar liga é uma tradição inquebrável. Você pode até não achar bonito, mas basta a primeira mordida para se encantar. Localizável nas melhores barraquinhas e peruas de cachorro-quente da cidade.

03 – Ou poderia inovar e ir numa linha mais exagerada como são os dogs do Black Dog.

São vários os sabores e coisas que fazem o acompanhamento da salsicha que acaba ficando em segundo plano nos cachorros-quentes do Blackdog. Destaque para o parmesão derretido que fica em volta para proteger a queda do recheio de dentro do pão.

O Black Dog tem em vários lugares da cidade e também pelo delivery.

04 – O bauru do Ponto Chic

Quando você come algo “sabor bauru”, te empurram tomate, queijo e presunto. Mas o original mesmo, o lendário, o primeiríssimo foi esse aqui. 100% made in São Paulo. Feito com rosbife, queijo, tomate e picles.

O Ponto Chic está em vários endereços, sendo o mais tradicional dele no Largo do Paissandú, 27.

05 – X-Fartura, da Lanchonete “Rainha do Paissandu” que fica dentro da Galeria do Rock

Não é o mais famoso dessa lista, longe disso. Mas é bastante popular entre frequentadores da Galeria do Rock. Dá pra reparar o motivo. Com muito hambúrguer, queijo, presunto, ovo, bacon, salada e o que mais você tiver coragem de pedir pra adicionar, sai por um preço razoável e faz jus ao seu belo nome.

Galeria do Rock, Loja 155, Av. São João, 439

06 – Churrasco grego do centrão.

Uma das experiências mais fantásticas que todo paulistano deveria viver é a de experimentar um desses. Houve um tempo em que custava apenas R$ 1,00 para comer um pão com essa belíssima peça de carne e vinagrete. Ainda por cima ganhava um copo de suco. Hoje, inflacionou, mas ainda segue sendo uma das ótimas opções para quem quer comer e pagar pouco.

07 – O beirute do (antigo) Toninho Freitas.

Embora tenha uma pegada meio comida árabe, já faz tempo que o beirute foi adaptado para a cultura paulistana e se tornou um item indispensável em cardápios de lanchonetes e hamburguerias, como o tradicional Toninho Freitas (que fechou e reabriu com outro nome), que levou seu beirute a outro patamar e fez dele uma deliciosa monstruosidade.

O Toninho Freitas fechou e em seu lugar agora está uma lanchonete chamada “Restaurante e Lanchonete 3 Cardoso”, que dizem ter um cardápio BEM parecido.

Av. Dr. Arnaldo, 242

08 – Os vistosos lanches do Burdog.

O Burdog entra nessa lista para representar as dezenas de hamburguerias maravilhosas que a cidade de São Paulo tem. É de gosto pessoal e discutível qual delas é a melhor (eu, por exemplo, acho muito bom o Sujinho, o Dizzy, o Hamburguinho, o Zé do Hamburguer e o John´s Burguer). Mas por ser uma das mais tradicionais, existente há mais de 50 anos, com uma maionese caseira que é nacionalmente famosa, poderia inspirar uma das maiores hamburguerias do mundo a fazer algo nessa mesma linha.

Burdog fica na Av. Dr. Arnaldo, 232

09 – Claro, o lanche de Mortadela do Hocca Bar, no Mercadão.

A ideia de fazer um lanche de mortadela em fast-food pode ser interessante. Mas verdade seja dita, não é igual a essa maravilha que é cartão postal da cidade e que leva PELO MENOS 400g de mortadela frita em um pão francês crocante – e ainda possível de adicionar queijo e/ou salada – que cai bem com um passeio pelo Mercadão e um ‘chopps’ bem gelado.

O Hocca Bar também conta com vários endereços, sendo o mais famoso o do Mercado Municipal:  R. da Cantareira, 306 – Mezanino Box 05, Loja 2

Anúncios

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.