Será que é certo a gente rir do vídeo do parkour de Taubaté?

No começo eu até ri do vídeo quando chegou pra mim em formato de um gif. Também pudera, aquela manchete “pessoas praticando parkour”, daí você vê no fundo uma moça de forma toda desengonçada fazendo algo que nem de longe parece esporte. Descontextualizado assim realmente foi engraçado pra caramba. Lembrou demais uma esquete de “The Office”.

The Office Parkour GIF - Find & Share on GIPHY
Cena de “The Office”.

Daí fui ver a reportagem completa e achei muito legal a iniciativa e fiquei até meio assim de ter rido. Lá mostravam meninas que se reuniram pra COMEÇAR a APRENDER o esporte.

E naturalmente que no começo nada é bom. Todo grande profissional ou atleta começou de algum lugar, fazendo bobagem, dando passos tortos, errando arremessos, chutando pra fora, correndo errado, todo mundo começou sendo ridículo e nem por isso deixou de tentar e melhorar. Ninguém vira expert do dia pra noite.

Longe de problematizar e tudo mais, mas não tô mais vendo graça. Embora devo admitir que achei bem espirituoso dos torcedores do time de Taubaté que fizeram “parkour” nas arquibancadas do Canindé depois do time vencer a Lusa pelo Campeonato Paulista.

Pode parecer ridículo, pode ser engraçado pra quem vê de fora. Mas o esforço das meninas em APRENDER e começar do zero não é mais motivo de riso. Pelo menos pra mim.

E deixo aqui, a palavra das meninas sobre a repercussão da reportagem.

Anúncios

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.