Histórias Reais

Motorista usa dinheiro de sua aposentadoria para enfeitar seu ônibus em datas comemorativas

Carlos Moço ficou famoso por sempre viralizar nas redes sociais com seu ônibus caracterizado para Dia das Mães, Páscoa, Natal e até Dia Internacional da Mulher.

Este aqui é o Sr Carlos Moço, motorista de ônibus do Rio de Janeiro que trabalha atendendo a linha 630 (Saens Peña x IAPI da Penha).

Carlos Moço, motorista da linha 630 (Saens Peña x IAPI da Penha) é conhecido por fazer decorações temáticas no ônibus que dirige
Imagem: Naíse Domingues / Jornal Extra

Trabalhando na função há mais de 7 anos, ele é bastante conhecido pelos passageiros por enfeitar seu coletivo para datas comemorativas, como fez no último domingo, Dia Internacional da Mulher.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Em uma entrevista para o Jornal Extra em 2019, ele conta que juntou as economias de sua aposentadoria para poder comprar o material e produzir os enfeites no seu ônibus. Com valores que variam de R$ 600 a R$ 1 mil, ele faz toda a decoração e cria algumas lembrancinhas para distribuir entre os passageiros. Vários passageiros que pegam a linha compartilham as imagens que quase sempre viralizam nas redes sociais. Ele já fez decoração para Natal, Páscoa, Dia das Mães e até mesmo uma especial para a Copa do Mundo.

Sr. Carlos trabalhou por mais de 30 anos em uma rede de supermercados e quando se aposentou começou a trabalhar como motorista de ônibus e teve a ideia de fazer essas decorações. O objetivo é transmitir uma mensagem positiva para os passageiros. “Às vezes quando chega no dia, duas da manhã eu acordo e bate aquela ansiedade. ‘será que o pessoal vai gostar?”. Mas graças a Deus, tem dado tudo certo”, ele contou na entrevista.

Seu cuidado com o ônibus não fica apenas nas datas comemorativas. Ele gosta de manter o carro sempre limpo e arrumado. Para isso, utiliza aromatizadores e tem sempre uma vassoura para varrer todo dia antes de circular.

Habituado a cuidar de veículos, ele relembra que antes de voltar para o Rio de Janeiro com a família, o sustento era tirado de um trailer, no qual vendia de “batata e alho a camisinhas”, em Vitória, Espírito Santo.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: